Flávia Melo - Será mesmo que as “dietas da moda” é o mais ideal para você?


Atualmente, vemos muitas pessoas a procura do “corpo ideal”, aquele corpo ditado pela sociedade como o corpo mais bonito e para chegar nesse “ideal, bonito” vemos as loucuras das dietas da moda, dos medicamentos e suplementos, dos chás milagrosos e tudo isso sem acompanhamento de um profissional habilitado, são ações que prometem perda de peso rápida e aí está o problema. É ótimo querer algo e conseguir rápido ne? Mas, quando se trata de saúde não é bem assim, você pode até perder peso rápido e eu te convido a pensar: Será que você vai conseguir segurar esse peso por muito tempo? Será que seu corpo vai manter todos os nutrientes necessários? Será que você vai está ingerindo os nutrientes necessários para saúde do corpo? A resposta é simples: NÃO.


O problema maior é que a sociedade está acostumada a procurar o profissional quando já está com a saúde prejudicada, ao invés de prevenir o surgimento de doenças e muita das vezes pesquisa na internet em sites não confiáveis, pede opinião de vizinhos, blogueiros, profissionais de educação física, médicos (que podem sim te dá uma orientação), mas o único profissional habilitado para prescrever dietas segundo a Lei nº 8.234 de 17 de setembro de 1991, é o nutricionista.


Vivemos em um terrorismo nutricional onde quase nada pode e onde muitos alimentos são demonizados, como, por exemplo: o pão, chocolate, açúcar, manteiga, carboidratos e até mesmo frutas. E dependendo da “moda” da vez, existem alimentos perfeitos como: sal rosa, óleo de coco, banha de porco, açaí, mamão, ovo. Segundo o Guia da população brasileira do Ministério da Saúde, publicado em novembro de 2014, no capitulo 1 diz “Alimentação diz respeito à ingestão de nutrientes, mas também aos alimentos que contêm e fornecem os nutrientes, a como alimentos são combinados entre si e preparados, a características do modo de comer e às dimensões culturais e sociais das práticas alimentares. Todos esses aspectos influenciam a saúde e o bem-estar.”


Nutricionista Flávia Melo

CRN5 16006/P

0 comentário