Projeto voluntário de doação de sangue malhadorense, Equipe Eternos Heróis, realiza mais uma ação

Na última terça-feira, o projeto voluntário de doação de sangue Eternos Heróis da cidade de Malhador/SE realizou mais uma ação mensal.

Há exatamente 04 anos, o projeto foi idealizado e fundado pelas malhadorenses Iris Hellen dos Santos e sua mãe Maria Valdirene dos Santos (Dira), e vem desenvolvendo esse ato de amor ao próximo mensalmente. Sob o nome de "Equipe Eternos Heróis", também vem conscientizando as pessoas da cidade de Malhador-SE e de seus povoados e região sobre a importância da doação de sangue.


"O projeto Eternos Heróis nasceu no dia 11 de junho de 2018, através de um apelo de uma mãe, pedido urgentemente a doação de sangue para seu pequeno filho, essa notícia veio através de um carro de som e das redes sociais na cidade de Malhador, isso me comoveu, e junto a minha mãe, Maria Valdirene, nos motivamos a convidar outras pessoas para participar desta doação, hoje juntamente aos doadores voluntários que fazem parte do mesmo, todos os meses temos a missão de fazer acontecer esse ato importantíssimo para sociedade, com a finalidade de assim poder inspirar e fazer com o que as pessoas façam o mesmo, para que o nosso estoque do banco de sangue da fundação de Saúde Parreiras Hortas (Hemose) nunca falte sangue para suprir todos os pedidos de doações dos hospitais públicos do nosso estado, além de doações de sangue, também incentivamos aos amigos doadores a fazer o cadastro para doação de medula óssea e plaquetas e também doação de cabelos para o GACC Sergipe, Instituição de crianças e jovens com câncer do estado", relata Iris Hellen dos Santos, fundadora da equipe.

Hoje, o projeto conta com 30 membros fixos de doadores que, além de continuar a incentivar a população sobre esse ato de solidariedade, não se limita somente à doação de sangue. A equipe Eternos Heróis também faz visitas ao Gac Sergipe, levando alegria e doações de cabelo. Ademais, a equipe também incentiva o cadastro para doação de medula óssea e doações de plaquetas.


"Faço parte deste grupo há 3 anos, onde realizei um grande sonho em se tornar doadora de sangue, doar sangue é um ato de solidariedade, de compaixão, de amor ao próximo; cada uma doação de sangue pode até salvar quatro pessoas, pois " hoje" doei para uma pessoa que muitas vezes nem se quer conhecermos , "amanhã" poderá ser eu precisando urgentemente de uma simples doação!", ressalta Fernanda Soares da Silva, integrando da equipe.


Instagram do projeto: @equipeeternosherois


Por Cleber Santos, com informações do portal 93 Notícias

0 comentário