Malhador e outros 17 municípios de Sergipe enfrentam rodízio permanente de água

Vinte e cinco municípios sergipanos estão enfrentando rodízio no abastecimento de água, sendo 18 de forma permanente. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (16) pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e o número pode sofrer alteração diária.



São municípios de várias regiões [veja lista abaixo] e que são abastecidos por pontos de captação independentes, ou seja, que não são atendidos pela adutora do São Francisco. Em média, cada localidade fica sem água por 48h. Em algumas, esse tempo pode chegar a seis dias.


O superintendente de operações do interior da Deso, Marcos Roberto Carvalho, explicou a situação.


“Esse rodízio acontece por conta da diminuição da vazão de rios e riachos com o calor nesse período do ano. Começou no dia 15 de janeiro e ainda não temos perspectiva de quando deve ser encerrado o rodízio, mas à medida que a vazão for melhorando nos pontos de captação a gente reduz o rodízio”, disse Marcos Roberto Carvalho, acrescentando que nas localidades onde há rodízio, os carros-pipas fazem a distribuição de água.


Municípios que estão passando por rodízio permanente:


  • Santo Amaro

  • Lagarto

  • Simão Dias

  • Boquim

  • Itabaianinha

  • Moita Bonita

  • Dores

  • Itabaiana

  • Riachão do Dantas

  • Glória

  • Porto da Folha

  • Malhador

  • Pinhão

  • Tobias Barreto

  • Poço Verde

  • Salgado

  • Cristinápolis

  • Ribeirópolis


Fonte: G1 Sergipe

0 comentário