Festa mais tradicional de Malhador é adiada; confira a nova data e as atrações confirmadas


Prevista para ocorrer em 20 de março, a tradicional “Festa de São José” de Malhador foi adiada para 25 de novembro, aniversário da cidade. De acordo com a prefeitura, o motivo da mudança de data foi o aumento de casos de Covid-19, uma vez que o evento reúne grande número de visitantes e provocaria aglomerações, e obedecendo a resolução do comitê técnico-científico do governo do estado de 10/02 que proíbe as cidades sergipanas que não têm pelo menos 75% da população imunizada com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 de realizar eventos de lazer coletivo.


A festa, que leva o nome do padroeiro da cidade, São José, recebe esse nome por ser realizada sempre em março, mês do padroeiro. A festividade, que não acontece desde 2020 devido a pandemia, é a mais tradicional do município, movimenta o comércio e recebe milhares de visitantes. Os eventos religiosos alusivos ao padroeiro acontecem normalmente.


Em uma live em seu perfil no Instagram, o prefeito Assisinho divulgou a decisão pelo adiamento da “Festa de São José” e antecipou a programação com as atrações nacionais: Xand Avião, Nathanzinho e a Banda Chicabana. Assis divulgou também a decisão pelo cancelamento do carnaval e a data prevista para o “Casamento dos Tabaréus”, 17 de julho, se as condições pandêmicas permitirem.

“Nós já estamos com essa programação pronta desde o ano passado, uma festa que vai entrar para história do nosso município, mas não temos como fazer uma festa dessa, pública e com grandes atrações nacionais para apenas 5 mil pessoas”.


No estado, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde de Sergipe (SES) desta quarta (22), apenas 18 municípios estariam liberados pelo governo estadual, são eles: Malhada dos Bois (81%); Graccho Cardoso (79%); Moita bonita (78%); Arauá (78%); Santa Rosa de Lima (77%); Cumbe (77%); Nossa Senhora Aparecida (77%); Macambira (77%); Muribeca (77%); Itabi (77%); Itaporanga d’Ajuda (76%); Areia Branca (76%); Nossa Senhora de Lourdes (76%); Amparo de São Francisco (76%); Itabaiana (76%); Capela (75%); Pirambu (75%) Nossa Senhora da Glória (77%);


Malhador ainda não alcançou a meta e está com 69% de cobertura vacinal. Dois municípios não chegaram nem a 60% de cobertura: Poço Redondo (59%); Tomar do Geru (58%).


“Peço mais uma vez, tomem a vacina, tomem a segunda dose, conversem com seus familiares, seus vizinhos, quem trabalha no comércio, vamos fazer uma força-tarefa para a gente sair dessa situação, só assim vamos conseguir normalizar as nossas festas e, principalmente, as nossas vidas”, enfatiza Assisinho.


Por Cleber Santos

0 comentário