Falta de água constante gera muitas reclamações de moradores e comerciantes de Malhador

Atualizado: 27 de dez. de 2021


Sem água nas torneiras, moradores do município de Malhador, agreste sergipano, reclamam dos constantes problemas de abastecimento no município. Segundo relatos, algumas regiões já ficaram cerca de cinco dias sem água.


“O desabastecimento de água em nossa cidade é um problema que enfrentamos há muito tempo. Mesmo com todo potencial hídrico que Malhador possui, a DESO não oferece um serviço de qualidade, deixando a barragem abandonada. Dessa forma, o comércio sofre ao ter que fechar suas portas por conta da falta d'água. Vale salientar, que ainda vivemos um período de pandemia e que a higienização é de extrema importância para combater o Corona Vírus e outras viroses que circulam em nosso meio. Exigimos mais respeito da DESO e compromisso com o cidadão que paga mensalmente suas faturas”. Relata o morador Marciel Soares.


Outra moradora do município, Charleni Sá, conta que a falta acontece tanto na estiagem como no período chuvoso. “Infelizmente vivemos tempos difíceis em nosso município com relação a constante falta de água. Não sabemos ao certo do que se trata, porque não somos avisados e nem informados da real situação. Isso é um descaso com aqueles que tem suas contas em dia pagas. A DESO precisa ser mais aberta com a população com o que está acontecendo. Porque se é verão é porque não tem água, mas se chove não tem água também. Por quê?”.


Segundo relatos, muitas pessoas estão tendo que comprar água e outras, que não tem condições de comprar, estão contando com a bondade das pessoas que possuem reservatórios maiores e se dispõem a doar.


“Povo de Deus tenha misericórdia e compromisso com os contribuintes dessa empresa, DESO. Precisamos de água para a nossa sobrevivência”. Desabafa a moradora Terezinha Cunha.


Vários comerciantes informaram em suas redes sociais que não irão abrir devido à falta de água, gerando assim prejuízo para os mesmos.


Para Willian, que é proprietário da Kelo Pizza/Restaurante Cristal, há um grande descaso por parte da empresa. “Eu me chateei bastante com essa falta d’água, fui na DESO, pois temos que fazer reclamações sempre, lá fui informado que é uma equipe de Itabaiana que vem abrir e fechar as bombas para liberar água para povoados e também para cidade, isso aí não tem cabimento, a DESO está pouco se lixando para a população e sim só em encher o bolso de dinheiro que pagamos para ter água e não temos. Eu mesmo fiquei sem ter o que fazer essa semana, até adoeci, com funcionários e tive que fechar as portas do meu estabelecimento em plena semana de Natal, mas logo, logo a conta chega e quem vai pagar?”.


Já para a médica e também moradora, Thaynara Oliveira, os problemas são ainda maiores. "O serviço prestado pela DESO em Malhador em relação ao abastecimento de água tem sido desrespeitoso com a população. Todos os anos no verão a população sofre com desabastecimento, falta de informações por parte da empresa, falta de retorno aos questionamentos do povo... Vivemos um problema de saúde pública há anos, pois em muitas residências a falta da água afeta serviços pessoais básicos como alimentação, higiene pessoal. Sem contar no comércio que tem seus serviços reduzidos pela escassez da água. De 2020 para cá, com o advento da pandemia, em que hábitos de higiene são imprescindíveis, nos vemos acuados, sem água para suprir sequer os asseios pessoais, sobretudo em famílias numerosas e/ou àquelas que Possuem crianças, idosos, que necessitam constantemente da água em suas rotinas. Sem falar nas pessoas que não têm reservatórios para armazenar água nos dias de falta (que não são poucos!). Até quando, DESO? Até quando veremos impostos cada vez mais altos, sem a garantia dos serviços prestados. Queremos e precisamos de respostas e, sobretudo, de ações concretas”.


"Enquanto legislador lutei ao lado dos colegas Vereadores e do prefeito Assis para que a DESO tivesse um olhar mais sensível ao povo de Malhador. O desrespeito com a população é claro e com isso, o comércio, as escolas e as famílias malhadorenses sofrem com o constante desabastecimento de água. Malhador é uma cidade com enorme potencial hídrico e com imensas riquezas naturais. Precisamos continuar lutando para que a companhia de saneamento de Sergipe, DESO, ofereça um serviço de qualidade a todos os usuários." salientou o vereador Alisson do Nota Dez.

Tentamos entrar em contato com a central da DESO, mas fomos informados que eles também não sabem o motivo da falta de água, e que era para procurarmos a DESO local a partir de amanhã, segunda-feira.


“Faltou água após as chuvas de sexta-feira, aí quando iniciou, o transformador que fica próximo ao conjunto creche desarmou... Ligaram e estourou a adutora, consertaram ontem à tarde, aí na madrugada parou devido às fortes chuvas”. Informou extraoficialmente um servidor que prefere não ser identificado.


Por Cleber Santos

2 comentários

1/3

1/3

1/3

Malhador

1/2

1/3

1/3

1/3