Estudantes malhadorenses conquistam medalhas de ouro e prata na Olímpiada Brasileira de Astronomia

A OBA é um evento aberto à participação de escolas públicas e privadas de todo o Brasil.

Os alunos Márllon Breno Vieira (8º ano) e Gislayne de Melo Santiago (9º ano), foram premiados com as medalhas de ouro e prata, respectivamente, na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).


Os alunos do Colégio Nota Dez participaram do evento com supervisão dos professores das áreas de Ciências da Natureza da instituição, Wescly Santana, Rayr Antônio e Rebeca Viana. As atividades foram realizadas através de uma prova de múltipla escolha e o lançamento de foguetes.


O principal objetivo de participar de eventos como esse é de proporcionar aos estudantes e professores novas descobertas, ideias e desafios, fazendo com que os conhecimentos adquiridos em sala de aula sejam colocados em prática. Anualmente, participamos de várias olímpiadas científicas estaduais e nacionais. Essas ações têm estimulado nossos alunos a descobrir mais sobre ciência, tecnologia e outras áreas do conhecimento”, destaca Marciel Soares, coordenador pedagógico do Colégio Nota Dez.


A OBA é realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), destinada aos estudantes do Ensino Fundamental e Médio em todo o território nacional e internacional. A OBA tem por objetivo fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e Ciências afins e promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa.


As provas são divididas em quatro níveis: no nível 1 (destinado aos estudantes do Ensino Fundamental, do 1º ao 3º ano); nível 2 (destinado aos estudantes do Ensino Fundamental, do 4º ao 5º ano); nível 3 (destinado aos estudantes do Ensino Fundamental, 6º ao 9º ano) e nível 4 (destinado aos estudantes do 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio).


"A participação do Colégio Nota Dez em Olimpíadas tem muito a contribuir para o desenvolvimento da aprendizagem e curiosidade dos nossos alunos, além de oferecer a oportunidade deles desenvolver habilidades extra curriculares como por exemplo na Olimpíada de Astronomia, na qual participamos das duas modalidades (teórica e prática). Na Ocasião os alunos tiveram a oportunidade de construir e lançar foguetes de garrafa pet, possibilitando o desenvolvimento de conhecimentos físicos e químicos. Parabenizo a todos os alunos pelo desempenho e em especial aos alunos que obtiveram as medalhas de prata e ouro”, conclui o professor Wescly Santana.


Por Cleber Santos

0 comentário

1/3

1/3

1/3

Malhador

1/3

1/3

1/3

1/3